Professora Josete solicita um minuto de silêncio pelas vítimas do massacre em boate LGBT de Orlando

Professora Josete solicita um minuto de silêncio pelas vítimas do massacre em boate LGBT de Orlando

13450118_141709172914620_435988559061155084_n

A vereadora esteve presente na vigília contra a LGBTfobia, na praça Santos Andrade, em solidariedade às vítimas do massacre na boate ´Pulse´, em Orlando, nos EUA e contra todo o tipo de violência de opressão a minorias

A vereadora Professora Josete propôs um minuto de silêncio na sessão da plenária na Câmara Municipal nesta terça-feira (14) pelo massacre que matou 50 pessoas e deixou outras 53 feridas em na boate LGBT ´Pulse´, em Orlando, nos EUA na madrugada do último domingo (12). O atentado, que já foi considerado o maior desde 11 de setembro de 2001, teve como seu mentor o americano Omar Mateen. De acordo com os pais do atirador, o filho já havia se pronunciado com ódio durante uma visita a Miami, quando havia visto dois homens se beijando.

Ainda na noite desta segunda-feira (13), a parlamentar também participou de uma vigília em solidariedade às vítimas do massacre que reuniu simpatizantes de vários movimentos da causa LGBT. Precisamos acabar com este mal que é a LGBTfobia. Uma tragédia como esta nos choca e nos une contra a violência e o preconceito, mas precisamos nos lembrar que homossexuais são mortos todos os dias em todo o mundo, principalmente no Brasil”, afirmou a Professora Josete.

Apenas no ano passado, a mais antiga entidade de gênero do Brasil, o Grupo Gay da Bahia (GGB) indicou que foram registradas 318 mortes de homossexuais em todo o país. Vale lembrar também que Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo, com um total de 604 assassinatos em seis anos de acordo com a organização não-governamental Transgender Europe (TGEU). Nos primeiros 28 dias de 2016, já haviam sido registrados 30 assassinatos de pessoas LGBT, uma média de uma pessoa a cada 22 horas.

TODAS AS MINORIAS

Na noite do massacre na boate ´Pulse´, o evento era uma festa temática para latinos, uma parcela da população estadunidense que sofre de muita opressão por conta das políticas imigratórias no país. A parlamentar Professora Josete também lembrou que é importante olhar para todas as minorias que sofrem a mesma intolerância no nosso país. “Nessa data de solidariedade a este triste episódio, é importante lembrar também da luta de todas as minorias: LGBT´s, negros, mulheres e afins”, discursou Professora Josete.

 

There are no comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart