Educação é o tema principal da audiência pública sobre as leis orçamentárias

Educação é o tema principal da audiência pública sobre as leis orçamentárias

Na manhã desta sexta-feira (25), a Professora Josete presidiu a audiência pública que debateu a Lei Orçamentária Anual e o Plano Plurianual 2014/1017. Vários temas de interesse da população foram debatidos, mas o assunto que teve o maior número de participações por parte dos presentes foi a educação. 26.8% do orçamento da cidade para o ano que vem, orçado em R$7.095 bilhões, será destinado a esta pasta, em contrapartida aos 25,9% destinados para este ano.

Representantes do Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (Sismmac) estiveram presentes para cobrar uma reivindicação antiga da categoria: 30% do orçamento para a educação. A gestão municipal afirma que essa meta será atendida até o fim do mandato, em 2016. O sindicato argumenta que esta é uma pauta que já existe há 10 anos.

“A pauta dos 30% tem nosso apoio. Cabe a nós vereadores e à prefeitura procurar que essa meta seja atingida mais brevemente. Não dá para ser no ano que vem, mas vamos fazer um esforço para tentar superar esse valor que foi previsto”, garantiu Professora Josete.

Na audiência, representantes do sindicato e professores registraram a urgência em se ampliar os recursos para as reformas nos equipamentos públicos, ampliação da rede e contratação de novos profissionais para atender com qualidade e superar dificuldades históricas da valorização profissional.

Rafael Alencar Furtado, representante do Sismmac, fez um relato dos problemas da educação na cidade. A estrutura das escolas e a valorização dos servidores, com um novo plano de carreiras, foram os principais pontos levantados. “Hoje, para subir em toda a carreira, um professor tem que estar nela por 92 anos. Isso desestimula”, apontou. A opinião foi corroborada pela professora Cristiane Bianchini, que criticou a ausência de vereadores no seminário que o mandato da vereadora Professora Josete promoveu para discutir a educação, em agosto.

A Superintendente de Planejamento, Ana Jaime, que havia feito a apresentação dos valores, saudou o debate afirmando que aquele momento representava a democracia. Além da educação, temas como políticas públicas para os idosos foram debatidos. A Câmara Regional do Boqueirão também marcou presença, apresentando demandas da região.

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart