“ICS não é empresa para gerar lucro”, diz Josete sobre mudanças no Instituto Curitiba de Saúde

A vereadora Professora Josete (PT) pronunciou-se nesta terça-feira (2), na Câmara Municipal, sobre alterações que o Instituto Curitiba de Saúde (ICS) pretende fazer nos planos de saúde que hoje contemplam os servidores públicos municipais da ativa e dependentes, os aposentados e os pensionistas.

O instituto anunciou que lançará novos planos até o fim de novembro para atender públicos que hoje não são contemplados, especialmente detentores de cargos em comissão na administração municipal. A justificativa seria reduzir o déficit causado nos últimos anos pelo descompasso entre receitas e despesas do ICS.

Para Josete, a atual gestão está promovendo um desmonte do Instituto Curitiba de Saúde, transformando o instituto em uma espécie de plano privado com o intuito de gerar lucro com os serviços de saúde. “Ter lucro não é objetivo do ICS, ele não pode ser transformado em um plano privado sem levar em conta suas especificidades. Concordo que o ICS tenha que ter um equilíbrio financeiro, mas ele não pode ser gerido com uma empresa”, declarou a vereadora.

A abertura de novos planos com a oferta de serem “mais baratos” que os planos privados deverá prejudicar o atendimento pleno aos servidores e servidoras de carreira. “O ICS precisa garantir o direito à saúde do servidor e servidora do município e de seus dependentes. Essa ampliação proposta não trará benefícios a maioria do funcionalismo público”, destacou.

A parlamentar entende que é dever da Câmara de Vereadores acompanhar e fiscalizar essas mudanças sugeridas, bem como convocar a atual presidenta do ICS Dora Pizatto para prestar maiores esclarecimentos sobre essas mudanças no instituto.

Foto: Luiz Costa/SMCS

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart