“Racismo segue promovendo desigualdade no Brasil”, aponta Josete no Dia da Consciência Negra

Em alusão ao Dia da Consciência Negra, a vereadora Professora Josete (PT) pronunciou-se nesta terça-feira (20), na Câmara de Curitiba, destacando que a data é um momento de reflexão e luta contra o racismo estrutural que persiste no Brasil desde período colonial e que segue promovendo discriminação e desigualdade social.

Recordando o contexto histórico do 20 de novembro, que é uma alusão à data atribuída para morte de Zumbi dos Palmares, Professora Josete citou que a abolição da escravatura não garantiu acesso ao trabalho, renda e moradia à população negra. “A abolição não foi ato de bondade da princesa Izabel, mas fruto de luta histórica do povo negro”, lembrou.

A vereadora ressalta que a população negra é mais atingida pela violência, desemprego e falta de representatividade. Dados sobre violência apontam que os jovens negros, com idade entre 15 e 20 anos, representam 70% dos mortos em homicídios no Brasil. Segundo dados do IBGE, dos 13 milhões de desempregados no país, 8,3 milhões (64%) são pretos ou pardos. Além disso, a falta de representatividade negra nas esferas de poder é visível.

O Dia Nacional da Consciência Negra é referência a data atribuída à morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares. Ele se tornou um símbolo da luta dos negros pela abolição da escravatura no Brasil, figurando ao lado de nomes como Dandara, Tereza de Benguela, entre outros negros e negras que fizeram a história do Brasil.

Feriado – Em 2012 a Câmara de Curitiba aprovou projeto que criava no município o feriado do Dia da Consciência Negra, comemorado nacionalmente em 20 de novembro, porém a proposta foi barrada pelo Tribunal de Justiça do Paraná, a partir de ação da Associação Comercial do Paraná (ACP) e do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná (Sinduscon-PR) que alegaram que a medida traria prejuízos econômicos ao município. À época a Câmara recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF), que rejeitou o recurso e manteve a decisão.

“Nosso mandato reitera a importância do Dia da Consciência Negra e presta nossa homenagem as negras e negros que ousaram lutar contra os preconceitos da sociedade e entrar para a história. Seus exemplos servem de inspiração para seguirmos lutando por uma sociedade mais justa, menos desigual e sem discriminação”, destaca Josete.

Reunião Pública – Em virtude do mês da Consciência Negra, o mandato da Professora Josete (PT) realizará na terça-feira, dia 27 de novembro, uma Reunião Pública com o tema “Mulheres Negras, Trabalho e Resistência no Município de Curitiba” na Câmara Municipal de Curitiba.

O evento contará com uma mesa de debates sobre demandas das mulheres negras, realidade e condições de trabalho no município com as seguintes convidadas: Andreia de Lima, Gabriela Gringolon, Juliana Chagas da Silva Mittelbach e Yaguna. Também serão feitas homenagens a mulheres com atuação em diferentes segmentos da sociedade.

As inscrições podem ser feitas pelo link > http://bit.ly/InscriçãoReuniãoPúblicaCMC

 

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart