Professora Josete cobra acessibilidade para estudantes do CEI Olívio Soares Sabóia, na CIC

Calçadas danificadas, desníveis, ausência de rampas, largura insuficiente de portas e acessos e ausência de um banheiro adaptado para pessoas com mobilidade reduzida. Problemas de acessibilidade constatados pelo mandato da vereadora Professora Josete (PT) durante vistoria na Escola Municipal CEI Olívio Soares Sabóia, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

Logo na entrada da unidade, o calçamento foi danificado por uma árvore localizada no pátio; um reparo já solicitado à prefeitura, mas que até o momento não foi resolvido. A escola, que atende 370 estudantes, conta com apenas uma rampa adaptada as regras de acessibilidade que dá acesso ao refeitório. No complexo 1, todas as salas de aulas contam com degraus. No complexo 2, onde funciona o CEI, não há qualquer adaptação na entrada e nas escadas em forma de espiral.

Neste ano a escola abriu turmas de classes especiais e recebeu a matrícula de um aluno cadeirante de 8 anos de idade, o que aumentou a urgência por obras. A principal delas é a construção de um banheiro acessível ou a adaptação do atual. O banheiro precisa de uma abertura maior da porta adequada a cadeiras de roda, acessibilidade de piso, vaso sanitário adaptado e barras de sustentação.

O banheiro está sendo solicitado desde o início do ano pela direção ao Núcleo de Educação da Regional CIC. De fevereiro a agosto, foram mais de 10 solicitações via ofícios e emails.

Acadêmicos fizeram vistorias e uma arquiteta fez medições, porém nada de efetivo foi realizado. “Assim que recebemos esse aluno solicitamos a reforma no banheiro ou a construção de um novo. Espaço nós temos na unidade. Necessitamos deste banheiro não somente para esse estudante, que não pode esperar mais, mas também para outras pessoas da comunidade fazerem uso”, comenta a diretora Flávia Karine Padilha.

Nesta quarta-feira (25), Professora Josete fez cobranças no plenário da Câmara Municipal. “Foram enviados vários emails e ofícios ao Núcleo, inclusive com cópias para a Ouvidoria da Câmara. Inicialmente o Núcleo afirmou que a obra seria realizada, porém até o momento nada. A acessibilidade é elemento indispensável nos equipamentos públicos e é algo que não pode ser negligenciado pela prefeitura”.

Diante dos vários pedidos da direção do CEI Olívio Sabóia, o mandato encaminhou à Prefeitura uma indicação de ato administrativo cobrando celeridade na resolução dos problemas de acessibilidade na unidade.

Banheiro atual é uma dificuldade para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida
Salas de aula contam com degraus na entrada e portas estreitas
Calçamento danificado logo na entrada da escola
O espaço onde funciona o CEI também não tem qualquer adaptação à acessibilidade
Rampa de acesso ao refeitório é o único equipamento adequado a acessibilidade

There are no comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart