Diversidade marcou lançamento da pré-candidatura da Professora Josete à Câmara Federal

O lançamento da pré-candidatura da Professora Josete (PT) à deputada federal foi uma celebração da diversidade. O evento, na noite desta sexta-feira (27) em Curitiba, reuniu representações de diversos segmentos da sociedade. Por lá estiveram militantes do movimento feminista, do movimento negro, LGBTI, da juventude, do movimento sindical, da população em situação de rua, do funcionalismo público e pré-candidatos do Partido dos Trabalhadores à vagas na Assembleia Legislativa do Paraná, ao Senado e Governo do Estado.

Os enfrentamentos de Josete ao longo de sua trajetória, as lutas travadas na Câmara de Vereadores, suas bandeiras pelo serviço público, a defesa das minorias, seu combate ao machismo, a homofobia e ao racismo, foram destacados pelos apoiadores e apoiadoras presentes. “A Josete é uma pessoa única, não porque é a única vereadora do PT na Câmara ou porque são poucas mulheres lá, mas sim porque é a única pessoa de esquerda que tem a pauta dos trabalhadores na Câmara de Curitiba. E isso não é pouco”, apontou a advogada Mirian Gonçalves, pré-candidata ao Senado pelo PT. Ela afirmou ter aprendido com Josete ao longo de sua trajetória. “Aprendi muito com a Josete, entre outras coisas, que é impossível ser feminista e não ser de esquerda. É incompatível”, completou.

O médico Dr. Rosinha, pré-candidato a governador pelo PT, destacou que a Professora Josete nunca deixou de se posicionar e nunca fugiu à luta. “Neste momento atual da sociedade, onde se aflorou o racismo, o machismo, a homofobia e o preconceito, cada fala da Josete na Câmara de Curitiba é sentida no couro e na carne dos fascistas como se fosse uma faca. E é isso que ela fará na Câmara Federal, enfrentando os fascistas por lá. Existem pessoas que são imprescindíveis e a Josete é uma dessas pessoas”, destacou Rosinha.

Emocionada com as palavras de companheiros e companheiras, Professora Josete agradeceu o apoio de cada um que esteve presente e que fazem parte de um projeto coletivo. “Todos e todas aqui buscam a construção de um mundo mais justo e menos desigual. Um mundo onde cada um possa ser respeitado e respeitada pelo jeito que é, pela forma que é. De como escolheu viver e da forma que escolheu se expressar. É isso que nos une”, afirmou.

Sobre o desafio de buscar uma vaga na Câmara Federal, Josete apontou que o momento é de ocupar as ruas e os espaços institucionais para reverter os retrocessos pós-golpe de 2016. “Precisamos ocupar as ruas em defesa do nosso projeto de inclusão. É um momento duro que exige de nós o enfrentamento. E também precisamos ocupar os espaços institucionais, pois o golpe também aconteceu porque temos um parlamento que representa os interesses de uma minoria privilegiada”, apontou a pré-candidata.

Josete destacou que a diversidade presente no encontro representa àquela que será sua grande bandeira como deputada. “A Josete, mulher, professora, servidora pública, que vem de uma família humilde, estará lá em Brasília para defender trabalhadores e trabalhadoras. Estará lá para ocupar aquele espaço e dar voz a todos esses segmentos que aqui estão representados. Só assim que esse país vai mudar. Vamos eleger uma grande bancada federal e estadual, libertar o Lula e eleger ele presidente, o que representará a vitória do povo brasileiro”, completou Professora Josete.

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Shopping Cart